Na mira do governo e de clínicas, vacina Covaxin tem 80% de eficácia.

Grupo indiano divulgou resultado da fase 3 nesta quarta. No Brasil, laboratório tem acordos com Ministério da Saúde e clínicas privadas

A vacina contra o coronavírus Covaxin, produzida pelo grupo farmacêutico indiano Bharat Biotech, demonstrou 80,6% de eficácia na prevenção de casos sintomáticos da Covid-19. Os dados preliminares do estudo clínico em larga escala de fase 3, etapa em que o medicamento é testado em humanos, foram divulgados nesta quarta-feira (3/3) pelo laboratório.



A taxa de eficácia foi obtida após a conclusão da fase final dos testes clínicos, que envolveram 25.800 voluntários. Destes, 2.433 tinham mais de 60 anos e 4.500 eram portadores de comorbidades. Ao todo, os pesquisadores detectaram 43 casos de Covid-19 entre os participantes.



Dos 43 casos de infecção por Sars-CoV-2 entre os voluntários, 36 foram registrados em participantes do grupo placebo e 7 entre as pessoas que receberam a Covaxin.



Outra notícia positiva, segundo a empresa indiana, é que os efeitos adversos e que precisaram de atendimento médico “ocorreram em níveis baixos e foram equilibrados entre os grupos vacina e placebo”.




Con(banda b)

Relacionadas

Comentários