Adesanya e Nunes levam grande vantagem no UFC 259.

Nigeriano e brasileira são favoritos nas duas lutas principais do evento do próximo sábado; disputa do cinturão peso-galo masculino tem grande equilíbrio

O UFC 259 do próximo sábado está recheado de grandes lutas, incluindo três disputas de cinturão. O Raio-X Combate tenta destrinchar o que esperar dessas três disputas. As estatísticas apontam dois domínios claros e um combate tão equilibrado que se torna imprevisível.


Os dois favoritos do evento são Israel Adesanya e Amanda Nunes. O primeiro é campeão peso-médio, mas entra como desafiante ao cinturão peso-meio-pesado do polonês Jan Blachowicz. A comparação estatística mostra vantagem total do nigeriano em relação ao adversário. Confira no quadro abaixo:




Adesanya é mais alto, tem braços e pernas mais compridos, uma média de knockdowns muito superior, mais preciso e melhor na defesa dos golpes em pé também. A única área que Blachowicz é superior ao desafiante nos números é nas quedas aplicadas, e mesmo assim porque o nigeriano jamais tentou uma queda no UFC.


Adesanya tem uma defesa de quedas excelente, 86%, e aparece em vantagem na média de finalizações. Este último número, porém, é enganoso, pois leva em conta tentativas de finalização e tempo de luta. Blachowicz, com seis lutas a mais no UFC que o adversário, tem menos tentativas, mas tem também duas vitórias por finalização. E a comparação estatística não leva em conta o fator curinga: a diferença de peso. Será a primeira luta de Adesanya na categoria até 93kg, após fazer sua carreira numa divisão nove quilos mais leve.



A comparação entre Amanda Nunes e a australiana Megan Anderson justifica o fato de a campeã de duas categorias de peso ser a maior favorita do card. Anderson leva vantagem nas características físicas, mas nas estatísticas de luta, é uma lavada da brasileira: mais precisa, maior volume, melhor precisão e defesa de queda.


A australiana aparece um pouco à frente na média de knockdowns, mas isso se deve ao curto tempo de octógono que ela reuniu em cinco lutas no Ultimate, quatro delas encerradas no primeiro round. A desafiante só tem um knockdown oficial na organização - seu nocaute técnico contra Cat Zingano em 2018 foi numa interrupção médica - enquanto Amanda tem três knockdowns nas últimas quatro lutas, mas apenas cinco oficiais em 14 lutas pelo evento. A estatística não contabiliza nocautes em pé, como os impostos pela Leoa contra Ronda Rousey e Raquel Pennington.



A disputa do cinturão peso-galo masculino é a única em que os números mostram um grande equilíbrio. O curioso é que, normalmente, os levantamentos apontam um lutador melhor numa área e o adversário melhor em outra. No duelo entre o campeão Petr Yan e o desafiante Aljamain Sterling, no entanto, os dois alternam vantagens em cada fator estatístico.


Yan é um pouco mais alto, mas Sterling tem braços e pernas mais compridos. O russo tem maior média de knockdowns e maior volume de golpes, mas o jamaicano tem uma defesa mais enxuta e absorve menos golpes. Os dois acertam 50% dos golpes que desferem. Yan é mais preciso nas quedas e nas defesas delas, mas Sterling impõe mais quedas e tenta finalizações mais frequentemente. Resultado: o jamaicano tem vantagem mínima de 6 a 5 na comparação.


O Combate transmite o UFC 259 ao vivo e com exclusividade no próximo sábado a partir de 19h30 (horário de Brasília). O SporTV 3 e o Combate.com exibem ao vivo o Aquecimento Combate e as duas primeiras lutas do evento; o site acompanha o evento em Tempo Real. Na quinta-feira, o Combate e o SporTV 3 também mostram a coletiva de imprensa ao vivo a partir de 19h.



UFC 259

6 de março de 2021, em Las Vegas (EUA)

CARD PRINCIPAL (0h, horário de Brasília):

Peso-meio-pesado: Jan Blachowicz x Israel Adesanya

Peso-pena: Amanda Nunes x Megan Anderson

Peso-galo: Petr Yan x Aljamain Sterling

Peso-leve: Islam Makhachev x Drew Dober

Peso-meio-pesado: Thiago Marreta x Aleksandar Rakic


CARD PRELIMINAR (20h, horário de Brasília):

Peso-galo: Dominick Cruz x Casey Kenney

Peso-galo: Song Yadong x Kyler Phillips

Peso-mosca: Joseph Benavidez x Askar Askarov

Peso-mosca: Rogério Bontorin x Kai Kara-France

Peso-mosca: Tim Elliott x Jordan Espinosa

Peso-meio-pesado: Kennedy Nzechukwu X Carlos Ulberg

Peso-meio-médio: Sean Brady x Jake Matthews

Peso-palha: Livinha Souza x Amanda Lemos

Peso-leve: Uros Medic x Aalon Cruz

Peso-galo: Mario Bautista X Trevin Jones

Relacionadas

Comentários